Flight of the Brontosaurus / O Voo do Brontossauro

Sharing is caring!

Flight of the Brontosaurus / Clique Aqui para Português

As you all know, Manhattan is an island surrounded by lines of subway and train from all sides. We have no idea HOW they can make a train go under a river to cross it, but New Yorkers and Earthlings in general do not waste much with such questions – unless they are engineers.

One of the old terminals for trains arriving from New Jersey to the south of Manhattan was called Hudson Terminal, opened in July 1909. This terminal was demolished in 1971 to build the World Trade Center. Then it was demolished again in 2001 by the terrorist attacks, as the twin towers fell on the terminal which is underground.

The new World Trade Centre Terminal was opened in March 2016. In the definition of its architect, the Spaniard Santiago Calatrava, the design is inspired by a bird being released from the hands of a child. It is the same architect who designed the Museum of Tomorrow in Rio.

Transit Hall (Oculus). Source: Ligia & Jonas
Transit Hall (Oculus) panoramic view. Source: Ligia & Jonas

In the original design, the metal roof structure would open to allow more light and ventilation, but the idea was later abandoned due to its high cost. Still, it’s the most expensive terminal ever built, at a cost of US $ 3.4 billion. We could have purchased 9 million bicycles.

But the building is impressive. Due to limitations in budget, the original structural design was also modified. At some points, the structure looks more like a skeleton brontosaurus than like a bird, but the interior space is spectacular. It is called Oculus, but we do not know if the name will catch.

At its highest point, the vast interior atrium has a height of 160 feet, equivalent to an 18-story building. It is more or less like the universe: if extra-terrestrials do not visit, it would be a huge waste of space.

In fact, the Oculus displaced the internal hall of Grand Central Terminal as the largest internal covered space in NY. It is located two floors below the street level, but its brightness is amazing.

While the Grand Central Terminal receives 700,000 passengers per day, this terminal receives only 40,000. They think that this number will increase. They need to think this to justify the cost.

This internal space measures about 350 by 145 feet. An official soccer field for international matches must measure 300 by 160 feet, which is more or less the same thing.

They have done concerts there.

Here is our idea: make a great soccer game in that transit hall (perhaps Cosmos X Barcelona?) with the income to be donated to those who gave the idea.

External view with Freedom Tower in the background. Source: Ligia Coelho.
External view with Freedom Tower in the background. Source: Ligia Coelho.
Inside view of atrium ceiling. By Ligia Coelho
Inside view of atrium ceiling. By Ligia Coelho

 

Inside the Transit Hall. By Jonas Rabinovitch
Inside the Transit Hall. By Jonas Rabinovitch

O Voo do Brontossauro

Como todos sabem, Manhattan é uma ilha cercada por linhas de metrô e trem por todos os lados. Não temos a menor idéia de COMO eles conseguem fazer um trem passar em baixo de um rio, mas os Nova-iorquinos e os terráqueos em geral não perdem muito tempo fazendo esses questionamentos – a não ser que sejam engenheiros.

Um dos antigos terminais para trens chegando de New Jersey ao sul de Manhattan se chamava Terminal Hudson, inaugurado em Julho de 1909. Esse terminal foi demolido em 1971 para construção do World Trade Center. Depois foi demolido novamente em 2001 pelos ataques terroristas, já que as duas torres gêmeas caíram sobre o terminal que fica no subsolo.

O novo terminal World Trade Center foi inaugurado em março de 2016. Na definição de seu arquiteto, o espanhol Santiago Calatrava, o desenho se inspira em um pássaro sendo libertado pelas mãos de uma criança. É o mesmo arquiteto que projetou o Museu do Amanhã, no Rio.

Work Trade Center transportation hub from outside. Source: nydailynews.com
Work Trade Center transportation hub from outside. Source: nydailynews.com

No projeto original a estrutura metálica do teto poderia se abrir para entrada de mais luz e ventilação, mas a ideia depois foi abandonada pelo seu alto custo. Mesmo assim, é o terminal mais caro jamais construído, a um custo de US$ 3.4 bilhóes, ou seja, daria para ter comprado 9 milhões de bicicletas.

Mas o prédio é impressionante. Devido a limitações no orçamento, o desenho original foi modificado. Em alguns pontos, a estrutura ficou parecendo mais um esqueleto de brontossauro que um pássaro, mas o espaço interno é espetacular. É chamado de Oculus, mas não sabemos se o nome vai pegar.

No seu ponto mais alto, o vão do imenso átrio interno tem uma altura de 55 metros, equivalente a um prédio de 18 andares. É mais ou menos como o universo: se extra terráqueos não passarem por ali, terá sido um grande desperdício de espaço.

Na verdade, o hall interno do Oculus desbancou Grand Central como o maior espaço coberto interno em NY. Esse hall interno fica dois andares abaixo da rua, mas sua luminosidade é incrível.

Enquanto o Terminal Grand Central recebe 700.000 passageiros por dia, esse terminal recebe apenas 40.000. Eles acham que esse número vai aumentar. Eles precisam achar isso para justificar o custo.

O espaço interno mede mais ou menos 120 por 50 metros. Um campo oficial de futebol para jogos internacionais deve medir 100 por 65 metros, ou seja, mais ou menos a mesma coisa.

Já fizeram concertos de música ali dentro. Fica aqui a nossa ideia: fazer um grande jogo de futebol naquele espaço interno (talvez Cosmos X Flamengo?) com a renda a ser revertida para os que deram a ideia.

 

 

 

 

 

Leave a Reply