New York’s Human Zoo / O Zoo Humano de Nova York

Sharing is caring!

amazon-com

New York’s Human Zoo / Clique Aqui para Português

Stereotypes are generalizations and images we have about people and their behavior. In Brazil there are stereotypes for States: people say that those from Rio are street smart, those from São Paulo are too serious, those from Bahia are too relaxed and those from Minas are too cautious. No stereotype is 100% true and some are even offensive or unfair. Friends from other countries always ask us: how are the people of New York? It is true that they are always in a hurry and are aggressive? As always, it all depends. In our opinion, any generalization is wrong. But, after so many years living here, we have collected a few impressions to share with you.

1) Some say that New York is not a typical American city because of the large number of immigrants. There is a huge variety of nationalities, languages and physical types (see New York in Numbers). There is even an ethnic atlas of neighborhoods of New York and also a humorous map of their stereotypes (below).

Judgemental NYC Map. Source: http://i1.wp.com
Judgemental NYC Map. Source: http://i1.wp.com

2) People from New York do not like those who try to skip lines. This is a major no-no. There is a concern to ask about the end of the line and make sure not to be passing in front of anybody. If someone tries to skip the line, others may get the impression that he/she is a tourist.

3) In general, people are polite and courteous. All say “please”, “excuse me”, and “sorry” all the time. If you say “thank you”, you will always hear “You are welcome” or “sure”. Everybody is glad to give information when asked, but may have little patience if they are late for work, for example. We think this happens in any major city anywhere in the world.

4) There is a certain respect for the space of the other. It is not always shyness, but something like a respectful distance from others. In this respect Brazilians tend to be much closer and informal.

5) Some consider impolite to look intently at others when walking on the street. New Yorkers have a blasé air about them, as if they had seen it all. When something unusual happens, something they have never seen before, they may say, “Only in New York”.

6) Some say that New Yorkers do not think they are at the center of the universe, they think they are the universe. That is a joke, of course, based on stereotypes.

Is a New Yorker like someone from São Paulo and Californians like those from Rio de Janeiro? It is quite possible. The people in the West Coast seem to be more friendly, outgoing, they may invite you to their home but may forget to give the address. New Yorkers are more reserved, but when they decide to become friends, it is for real. Would they be more like people from São Paulo or Curitiba? The more we live here, the more difficult it is to generalize. New York is perhaps one of the most diverse human zoos in the world.

O Zoo Humano de Nova York

Estereótipos são imagens e generalizações que temos sobre pessoas e comportamentos. No Brasil existem estereótipos para Estados: dizem que o carioca é esperto, o paulista é sério, o baiano é tranquilo e o mineiro é cauteloso. Nenhum estereótipo é 100% verdadeiro e alguns são até ofensivos e injustos. Mas sempre nos perguntam: como é o povo de Nova York? É verdade que eles estão sempre apressados e são agressivos? Como sempre, tudo depende. Na nossa opinião qualquer generalização é errada. Mas depois de tantos anos morando aqui, acabamos coletando algumas impressões que dividimos com vocês.

1) Alguns dizem que Nova York não é uma cidade tipicamente americana devido ao grande número de imigrantes. Há uma variedade enorme de nacionalidades, línguas e tipos físicos (veja nosso post Nova York em números). Existe um atlas étnico das vizinhanças de Nova York e também um mapa humorístico de seus estereótipos (abaixo).

Mapa Humorístico dos Esteriótipos Nova Iorquinos. Source: http://i1.wp.com
Mapa Humorístico dos Esteriótipos Nova Iorquinos. Source: http://i1.wp.com

2) O pessoal de Nova York não gosta de quem fura fila. Existe uma preocupação enorme em perguntar sobre o fim da fila e ter certeza que não se estaria passando na frente de alguém. Quando alguém fura fila fica a impressão que deve ser turista.

3) Em geral, as pessoas não são mal-educadas. Todos dizem “please”, excuse me” e “sorry” o tempo todo. Se você disser obrigado, sempre ouvirá “You are welcome”. Todos dão informação, mas geralmente tem pouca paciência se estiverem atrasados para o trabalho, por exemplo. Achamos que isso acontece em muitas cidades grandes em qualquer lugar do mundo.

4) Existe um certo respeito pelo espaço do outro. Nem sempre é timidez, mas algo como uma distância respeitosa em relação ao espaço de cada um.   Nesse ponto os brasileiros são muito mais chegados e informais.

5) Alguns consideram falta de educação olhar com intensidade para os outros quando se anda na rua. Existe um certo ar blasé por parte de todos, como se já tivessem visto de tudo. Quando acontece algo que nunca viram antes eles dizem: “Only in New York“ (só em Nova York).

6) Há quem diga que o Nova-iorquino não se acha no centro do universo, eles se acha o próprio universo. Isso é uma piada, claro, baseada num estereótipo.

O Nova Yorkino seria como o paulistano e o Californiano como o carioca? É bem possível. O pessoal da costa Oeste é mais expansivo, amigo, extrovertido, te convidam para aparecer na casa deles mas podem esquecer de dar o endereço. Eles seriam parecidos com os cariocas? Os Nova-iorquinos são mais reservados, mas quando decidem ser amigos, a coisa é pra valer. Eles seriam como os paulistanos e curitibanos? Quanto mais a gente vive aqui, fica mais difícil generalizar. É talvez um dos zoológicos humanos mais diversificados do planeta.

 

amazon-com

 

Leave a Reply