Nova York: Onde Morar e Outras Curiosidades

Sharing is caring!

Screen Shot 2016-07-03 at 12.11.33 AM.png

East Village, New York. 

Photo by Ligia Coelho.

Nova York: Onde Morar e Outras Curiosidades / Click Here for English 

Viver em Nova York é uma delicia e tem problemas, como em qualquer outra parte do mundo.   
 
Somos bons cidadãos – lembrando sempre que somos estrangeiros – seguimos a lei, e pagamos impostos felizes.  Vemos o resultado do imposto na segurança, na saúde, na escola, no acesso a cultura, coleta do lixo, na manutenção da cidade e das ruas. 
 
Quando alguém decide morar em Nova York, a primeira duvida é sempre “Onde”?  Em Manhattan ou nos subúrbios?  Se decidir morar em Manhattan, em que área?  Se decidir morar nos subúrbios, em que cidade?  Nova Jersey (Sudoeste), Long Island (Sudeste) ou Westchester (Norte)?  
 
Aprendemos que há quatro elementos fundamentais para tomar a decisão.  
 
1) Quanto você pode ou está disposto a pagar.  Morar em Nova York não é barato e não adianta a gente se iludir.  Morar em uma cidade que oferece tantas possibilidades tem seu preço.  Em Manhattan, um apartamento de 1 quarto custa em média $3.000 – $3.500 dólares de aluguel mensal, um de 2 quartos custa em media $4.500 – $5.500 dólares.  Esses valores podem variar muito de acordo com o local escolhido.      
 
2)Se você tem filhos. Se tem filhos e eles moram com você, vai precisar de uma boa escola.  O valor dos alugueis em Manhattan e nos subúrbios varia também de acordo com a qualidade das escolas.  Você precisa saber que aqui nos EUA só se pode mandar os seus filhos para as escolas no seu município.  A não ser que voce possa pagar uma escola particular que não é nada barato.  Os municípios menores costumam ter apenas 3 escolas públicas: elementar (até 11 anos), ensino médio (até 14 anos) e superior (até 18 anos).  Em Manhattan, como são 8 milhões de habitantes, são necessárias várias escolas e estas estão distribuídas por bairros.  Isso quer dizer seus filhos irão `a escola no bairro onde voce mora.  
 
Hum…então você não poderá mandar seus filhos para uma escola em outro bairro ou cidade?  Pode sim.  O detalhe é que frequentando a escola local a educação é gratuita, pois já estamos pagando através do imposto predial.  Se você optar por mandar seus filhos para estudar em outros bairros ou cidades, terá que pagar pela educação separadamente, o que pode custar até US$60 mil dólares por ano incluindo transporte.  
 
3) Se há transporte fácil para o seu local de trabalho e/ou estudos. Nova York é super bem servida por transporte publico. A cidade é bem conectada, inclusive com os subúrbios.  Há municípios no subúrbio que são perto de Manhattan, como a cidade onde moramos: New Rochelle.  De New Rochelle podemos dirigir até o trabalho e levaremos entre 30 minutos a 1 hora dependendo do horário.  Próximo `a nossa casa (1.7 Km de distancia) há uma estação de trem.  O trem leva 30 minutos até a Grand Central Terminal – em qualquer horário, rush ou não.   
 
4) Suas preferências pessoais.  Se vc prefere casa ou apartamento.  Se quer ter cachorro, gato e papagaio. Se gosta de caminhar até o museu, a biblioteca e ao mercado.  Se não se importa com o barulho.  Se optar por morar em Manhattan, não há escolha: o barulho de sirenes (policia, ambulâncias e bombeiros) está presente 24 horas.  Se voce curte ficar conectado com a natureza, observar o céu estrelado `a noite ou quer viver na praia, morar fora de Manhattan oferece essas e outras possibilidades.   
 
Esses quatro elementos são fundamentais para a decisão de onde morar.  Por exemplo, em locais onde há escolas melhores, os aluguéis costumam ser mais altos.  Se optar por comprar uma propriedade, prepare-se para um imposto predial mais alto do que no Brasil.  Por exemplo em Westchester County ao nordeste de Manhattan, o imposto predial é caríssimo pois várias escolas nessa região estão entre as 20 melhores do estado, então o valor pago por essa educação “gratuita” é alto, até três vezes maior que em outras regiões.  
 
Algo que ninguém vê, só quem mora aqui, é o estrago que uma nevasca faz.  Quando neva é lindo, mas é lindo só por um tempo.  Logo temos que remover a neve toda da nossa saída de garagem, da entrada da casa, da calçada para pedestres e as vezes do carro.   Isso até parece fácil, a neve é tão levinha que parece algodão.  Mas só parece, na cidade de Nova York esse ano, durante a tempestade Jonas (as tempestades tem nomes de pessoas), 10 pessoas morreram de ataque do coração enquanto estavam removendo neve da frente de suas casas.  Será que é tão fácil assim? 
Screen Shot 2016-07-03 at 12.08.49 AM.png
Jonas removendo a neve da entrada de casa.  / Jonas shoveling snow.  
 
Mas remover a neve não é tudo.  Depois que você terminou o trabalho pesado, tem que jogar sal.  Não é qualquer sal, é um tipo de sal grosso com areia que ajuda a derreter a neve que ainda restou.  Se não colocarmos o sal, um pouquinho de água ou neve que ficou no chão pode se transformar em gelo e ai será um balé de patinação no gelo na hora de sair de casa. Super perigoso! O chato é que esse sal destrói tudo, inclusive o asfalto. Como a prefeitura tem que usar esse sal também para poder limpar as ruas, as ruas ficam cheias de buracos.  Assim que a primavera surge, lá se vai a prefeitura tapar os buracos.  Vocês podem imaginar quanto uma prefeitura gasta nessa brincadeira? Pois é, e ai se vão parte dos nossos impostos.  
 
Agora, uma outra curiosidade.  Vocês sabem quanto era o salário do prefeito anterior de Nova York, Michael Bloomberg?  US$ 1 dólar por ano!  Pois é.  Como o 16º homem mais rico do mundo, dono de US$ 33 bilhões, ele trabalhava como prefeito dessa cidade por amor.
 
O prefeito atual, Bill De Blasio, recebe o salário normal de US$ 225.000,00 por ano, um pouco mais de metade que o salário do Presidente Americano.  O Prefeito de Nova York  é responsável por um orçamento de US$ 70 bilhões, o mais alto orçamento municipal dos EUA.   A cidade emprega 325.000 pessoas, investe US$ 21 bilhões para educar mais de 1.1 milhão de estudantes (o maior sistema de ensino público dos EUA), recebe US$ 21 bilhões em taxas e recebe US$ 14 bilhões em subsídios dos governos Federal e Estadual.       
 
IMG_2191.jpg

 

New York: Where to Live and More 

Living in New York is a delight and has problems and responsibilities like in any other place. 
 
We are good citizens – always remembering that we are foreigners – we follow the law, and pay taxes happyly because we see the results of our taxes on safety, health, schooling, access to culture, city maintenance, garbage collection and street infrastructure.
 
When someone decides to live in New York, the first doubt is always “Where?” In New York City or the suburbs? If you decide to live in New York City, in which area? If you decide to live in the suburbs, in which town? New Jersey (West), Long Island (East) or Westchester (North)?
 
We learned that there are four elements to make the decision.
 
1) How much you are willing to pay. Living in New York is not cheap.  Living in a city that offers so many possibilities comes at a price. In Manhattan, a 1 bedroom apartment costs an average of $ 3,000 – $ 3,500 dollars monthly for rent, a 2-room cost on average $4,500 – $ 5,500 dollars. These values can vary greatly according to the chosen location.
 
2) Children. If you have children and they live with you, you’ll need a good school. The value of rent in Manhattan and in the suburbs also varies according to the quality of schools. You need to know that in the US you can only send your children to schools in the area where you live. Unless you can afford a private school which is never cheap. Smaller municipalities often have only 3 public schools: elementary (under 11 years), middle school (up to 14-years) and high school (up to 18 years).  In Manhattan, as there are 8 million people, it has several schools and these are distributed by neighborhoods. This means your children will go to school in the neighborhood where you live.
 
Hum … would it be possible to send your children to a school in another neighborhood or city? Yes you can. The detail is that attending the local school education system is free, because people already pay for schools through the property tax. If you choose to send your children to study in other neighborhoods or cities, you will have to pay for education separately, which can cost up to US$ 60,000 a year including transportation.
 
3) Easy transport to work place. New York is very well served by public transport. The city is well connected, including the suburbs. There are municipalities in the suburbs that are close to Manhattan such as the city where we live: New Rochelle. Driving from New Rochelle to work in Manhattan would take between 30 minutes to 1 hour depending on traffic.  Next to our house (1 mile away) there is a train station. The train takes about 30 minutes to get to Grand Central Terminal in Midtown Manhattan. 
 
4) Personal preference. If you prefer a house or apartment. If you want to have a dog, a cat and a parrot perhaps the suburbs are better.  If you like to walk to a museum, to the library or the market stay in the city. If you do not mind the noise stay in the city.  If you choose to live in Manhattan, there is no choice: there will be sounds of sirens (police, ambulance and fire) all the time.   If you like to stay connected with nature, observe the starry night sky or if you love the beach, living outside of Manhattan may offer these and other possibilities.
 
These four elements are essential to decide where to live.  For example, in places where there are better schools, rents tend to be higher. If you choose to buy a property, be prepared for higher property taxes than in many other countries. For example in Westchester County to the northeast of Manhattan, the property tax is very expensive as several schools in the region are among the 20 best in the state, thus the amount paid for this “free” education is high, particulalrly for those with no kids in schooling age. 
 
On another issue, one that people barely notice, is the damage that a snow storm can cause.  Snow is beautiful, but only for a while. Soon after a snow storm we have to remove all the snow from our driveway, from the entrance to the house, from the the sidewalk and sometimes from the top of our car. It seems easy, the snow resembles cotton. But only this year, during the Jonas storm (storms have names of people), at least 10 people died of a heart attack while they were removing snow from the front of their homes. 
IMG_1575.jpg
 
But removing the snow is not all. After you have finished the hard work, you have to pour salt. This is a thick type of salt with sand which helps to melt the snow that still remaining. If you do not put salt, a little water or snow can turn into ice and become dangerous.  The problem is that salt destroys everything, including asphalt. As the city has to use this salt also to be able to clean the streets, the streets are full of pot holes. Once spring comes, there goes the city repairing streets at a high cost. 
 
Now, another curiosity. Do you know how much was the salary of the former mayor of New York, Michael Bloomberg? US$ 1.00 per year! Yeah. As the 16th richest man in the world and owner of US$ 33 billion, he worked as mayor of this city for love, not for money.
 
The current mayor, Bill De Blasio, receives a normal salary of US$ 225,000 slightly more than half the salary of the US President. The Mayor of New York is responsible for a budget of US$70 billion, the biggest municipal budget in the US. The city employs 325,000 people, invests $ 21 billion to educate over 1.1 million students (the largest US public school system), receives US$ 21 billion in taxes and receive US$ 14 billion in subsidies from federal and state governments.

One thought on “Nova York: Onde Morar e Outras Curiosidades

  1. Jonas e Ligia
    Excelente abordagem sobre como viver em NY. Me fez lembrar dos curtos momentos em que vivi nesta cidade fantástica.
    Um ótimo final de semana para vocês!
    Maurilo e Beatriz

Leave a Reply