Bem Vindo ao Mês Fantasma / Welcome to the Ghost Month

Agosto: Bem Vindo ao Mês Fantasma / Click Here for English

Sentimos que há muito a ser dito sobre mitos universais capturados pela alma de várias civilizações ao longo da História.  Certas tradições milenares consolidam hábitos, e mitos vencem verdade.  Crenças que fundem eventos passados, a força das ideias e o próprio calendário apenas parecem se fortalecer com o passar do tempo.

Isso acontece com o mês de Agosto – conhecido como mês de azar, ou mês fantasma.

Agosto é quando as bombas atômicas foram lançadas sobre Hiroshima e Nagasaki, quando Anne Frank foi presa, quando Elvis Presley e Marilyn Monroe morreram.

A Primeira Guerra Mundial começou em Agosto de 1914. O Iraque invadiu o Kuwait em Agosto de 1990.  Nazistas e soviéticos assinaram um pacto de não-agressão em 1939, logo depois ignorado por Hitler.

Mas, curiosamente, a história de Agosto como mês de azar começa até muito antes do mês “Agosto” existir como tal.

Na tradição Chinesa, o mês de Agosto é conhecido como “mês fantasma” (Zhongyuan pelos Taoístas ou Yu Lan Pen pelos budistas), quando os espíritos saem do inferno no 15º dia no sétimo mês lunar e as pessoas respeitosamente lembram seus ancestrais.

Na tradição judaica o Tishá be Av (nono dia do mês de Av) é associado a grandes tragédias da história judaica como a destruição pelos Babilônios em 586 A.C. do primeiro grande templo de Jerusalém construído por Salomão e, na mesma data, a destruição do segundo templo em 70 D.C. pelos romanos.  Outras tragédias dessa data incluem o decreto de Eduardo I expulsando os judeus da Inglaterra em 1290 e o Decreto de Alhambra, expulsando os Judeus da Espanha pelos Reis CatólicosFernando de Aragão e Isabel de Castela, em 1492.

Em 2016 o Tishav Be Av será lembrado nos dias 13-14 Agosto.  Nesses dias os religiosos jejuam, não tomam banho, não usam sapatos de couro, não transam.  Durante o mês fantasma, os Chineses também tem seus hábitos: não se casam, não compram casa nova, não fazem mudanças, não deixam roupas penduradas no varal `a noite, evitam viajar ou apanhar moedas encontradas na rua.

templo de salomon.gif
Maquete do Templo de Salomão em Jerusalém. /  Model of Salomon Temple, Jerusalem.

Origem do mês Agosto no Calendário Romano

O calendário romano existia por causa da agricultura.  O ano começava em março (porque não se praticava agricultura no inverno) e tinha dez meses.  Por isso temos dezembro como último mês do ano, o qual originalmente era o décimo mês.

O Senado Romano decidiu puxar o saco do Imperador Augustus e no ano 8 A.C. nomeou o sexto mês (chamado então de Sextilis) de agosto.  Augustus reinou de 27 A.C. a 14 D.C. (quando morreu) e obteve essa homenagem ainda em vida.  O problema é que já havia o mês de julho em homenagem a Julio Cesar, tio avo de Augustus.  Como seria injusto que Júlio César tivesse seu mês com 31 dias e Augustus apenas 30, eles pegaram emprestado um dia de fevereiro.  Assim, tanto julho como agosto tem 31 dias.  Eles também mudaram a duração de abril, junho, setembro e novembro para evitar três meses seguidos – junho, julho e agosto – com 31 dias.

Ou seja, tanto grandes tragédias e superstições como grandes egos influenciaram nosso calendário.

Pessoas muito poderosas (`as vezes as menos poderosas também) tem um sério problema com a sua mortalidade, afinal, todos precisam morrer um dia.  Assim, o Imperador Nero tentou transformar o mês de abril em Neronius e o Imperador Claudius tentou batizar o mês de maio com o seu nome.  Não deu certo.  Uma coisa é certa: nunca saberemos quais benefícios alguns senadores romanos obtiveram para batizar o mês fantasma com o nome do Imperador.

Em tempo, nós acreditamos que agosto é o mês da sorte grande, afinal foi o mês no qual nos conhecemos :-)

malaysia-hungry-ghost-festival-2009-9-6-3-40-0.jpg
Celebração do Festival Fantasma em Agosto, China.  / Celebration of Hungry Ghost Festival in August, China.
Sousse_mosaic_calendar_August.jpg
August symbol in the Roman calendar. / O simbolo de agosto no calendário Romano.

August: Welcome to the Ghost Month

We feel that there is much to be said about universal myths which captured the soul of various civilizations throughout history. Certain ancient traditions strengthened habits, thus consolidating myth over the truth. Beliefs merging past events, the power of ideas and the calendar itself only seem to gain power over time.

This happens to the month of August, known as bad luck month or ghost month.

August is when the atomic bombs were dropped on Hiroshima and Nagasaki, when Anne Frank was arrested, when Elvis Presley and Marilyn Monroe died.

The First World War began in August 1914. Iraq invaded Kuwait in August 1990. Nazis and Soviets signed a non-aggression pact in 1939, ignored by Hitler shortly afterwards.

Interestingly, the story of August as unlucky month began long before the month of “August” existed as such.

In Chinese tradition, the month of August is known as “ghost month” (Zhongyuan by Taoists or Yu Lan Pen by Buddhists), when the spirits come out of hell on the 15th day on the seventh lunar month and people respectfully remember their ancestors.

In Jewish tradition the Tisha B’Av (the ninth day of the month of Av) is associated with great tragedies of Jewish history as the destruction of first great temple of Jerusalem built by Solomon by the Babylonians in 586 BC, and on the same date, the destruction of the second temple in 70 AD by the Romans. Other tragedies of this date include the decree by Edward I expelling the Jews from England in 1290 and the Alhambra Decree, expelling the Jews from Spain by the Catholic Monarchs, Ferdinand of Aragon and Isabella of Castile in 1492.

In 2016 the Tishav Be Av will be held on 13-14 August. On this day, religious people fast, do not bathe, do not wear leather shoes, do not have sex. During the ghost month, the Chinese also have their habits: they do not get married, do not buy a new home, do not move houses, do not leave clothes hanging on the clothesline at night, avoid travelling and picking up coins found on the street.

Augusts.jpg
 Augustus, Roman Emperor from 27 B.C. to 14 A.D.  . /  Augusto, Imperador Romano de 27 A.C. até 14 D.C..

The origin of the month August in the Roman Calendar

The Roman calendar existed because of agriculture. The year began in March (because agriculture was not practiced in winter) and had ten months. This is why we have December as the last month of the year, when it was originally the tenth month.

The Roman Senate decided to please Emperor Augustus in the year 8 A.C. and named the sixth month (then called Sextilis) as August. Augustus reigned from 27 B.C. to 14 A.D. (when he died) and got this honor in his lifetime.  As it would be unfair that Julius Caesar (Augustus’ great uncle) had his month with 31 days and Augustus just 30, they borrowed a day from February. Thus, both July and August is 31 days. They also changed the length of April, June, September and November to avoid June, July and August were consecutive months with 31 days. You see, great tragedies, great superstitions as well as great egos also influenced our calendar.

Very powerful people (‘sometimes less powerful people too) have a serious problem with their mortality; after all, everyone has to die one day. Thus, the Emperor Nero tried to make the month of April into Neronius while Emperor Claudius tried to change the month of May after his name. It did not work. One thing is certain: we will never know what benefits some Roman senators obtained to baptize the ghost month with the name of the Emperor.

By the way, we firmly believe that August is a happy good luck month, as it is when we have met.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s